Perguntas Frequentes


Importação e Exportação
Importação e Exportação
Outras Agências estrangeiras que resgatam Bônus?

By Mail:

BT Services Tensessee, Inc.
Securities Pagament Unit
P.O. Box 291207
Nashville, TN 37229-1207

By Overnight Delivery:

T Services Tensessee, Inc.,br /> Securities Pagament Unit-CTAG/ 1st Floor
648 Grassmere Park Rd. - Nashville, TN 37211
Japão: Society for the promotion of Science, Yamato
building, 5-3-1 Kojimachi, Chiyoda-ku, Tokyo 102.

Correspondência

informações e pedidos de Bônus devem ser endereçados à Comissão de Bônus da UNESCO, Av Marechal Floriano 196, 1º andar
CEP: 20080-005 - Rio de Janeiro.
As reclamações sobre perda e devoluções de Bônus devem ser endereçadas ao Service de Bons de l'UNESCO, & Place de Fontenoy, 75.352, Paris 07 SP, França.
Como é feito o seu resgate pelos fornecedores?

Os Bônus são resgatados pela UNESCO COUPON OFFICE,

7 Place de Fontenoy, 75.700,
Paris, France,

ou por entidade autorizada na moeda do país do fornecedor, a taxa oficial do dólar. Em alguns casos, a UNESCO deduz uma taxa de operação previamente combinada, oscilando na seguinte escala:

  • 5% para quantias até US$ 100;
  • 4% para quantias entrc US$100 e US$1,000;
  • e 3% para quantias de US$1,000.
Como agir nos casos de extravio de Bônus enviados para o exterior?
  1. Aguardar apenas um mês para escrever ao credor ao qual se endereçou os cupons, para saber se estes foram recebidos e o motivo da demora em remeter a encomenda ou a resposta.
  2. Ao mesmo tempo, pesquisar junto aos correios o que aconteceu com a correspondência que encaminhou os Bônus, dando a entrada a uma reclamação por escrito, conforme instruções da agência onde foram postados, apresentando o comprovante do registro.
  3. No caso de extravio, a resposta do endereçado ou a resposta da ECT que servirá de prova junto à UNESCO de que houve a perda, suposta ou comprovada, dos seus Bônus; nessa ocasião, é que se manda uma carta à UNESCO de Paris, comunicando o extravio dos cupons, cujos nºs de série são enviados na correspondência para a UNESCO. esses números constam na fatura expedida pela Secretaria-Executiva. Pede-se, então, o bloqueio dos cupons, caso eles já não tenham sido resgatados. Não se deve demorar em alertar a UNESCO para o fato dos Bônus extraviados.
  4. A UNESCO pede que se aguarde pelo prazo de seis meses para ficar comprovado o extravio cm questão; somente então é que a referida Organização providenciará o reembolso dos cupons extraviados, que poderá ser feito por meio de substituição dos cupons, de acordo com os seus respectivos valores, ou pagamentos, por parte da UNESCO, diretamente ao fornecedor estrangeiro.
Como proceder na importação dos material Tecnológico, Audio-Visual e Científico?
a) Requerer à Comissão de Bônus a importação do material desejado, por meio de Bônus da UNESCO, informando: 1) Valor em dólares; 2) tipo de material; 3) título da pesquisa; 4) coordenador da pesquisa; 5) patrocinador da pesquisa; 6) fornecedor aceita Bônus como foma de pagamento; 1) não há similar nacional. b) Apresentar a cópia da fatura ou página da publicação onde conste o valor do material, para provar o uso que lhe vai ser dado e as finalidades não lucrativas do mesmo. c) Adquirir os Bônus necessários à cobertura do valor da fatura caso seja autorizada a importaçao pela Comissão. Isso poderá ser feito pessoalmente, por telefone, ou por correspondência, com a Secretaria Executiva da referida Comissão. d) O pagamenlo do Bônus deve ser feito em dinheiro, vale postal, em cheque da praça do Rio de Janeiro e, em favor de "IBECC/COMISSAO DE BÔNUS DA UNESCO", mas de preferência em ORDEM DE CRÉDITO (BANCÁRIA).
Como proceder na importação dos materiais bibliográficos?
O comprador deverá informar-se do preço, em dólar, do material a ser importado. Para isso, deverá consultar catálogos e índices bibliográficos, bibliotecas de referências bem equipadas dessas fontes bibliográficas, ou ainda, escrever aos editores estrangeiros cosultando-os sobre o preço, incluída a taxa postal. Ao escrever, deverá, também, informar que o pagamento será feito por meio de Bônus da UNESCO e indicar quais as agências resgatadoras dos mesmos. - A Secretária de Bônus fornece minutas de cartas em Inglês pedindo faturas pro-forma e encaminhando os Bônus aos fornecedores. O comprador, ao remeter os Bônus por via aérea registrada, deverá assinar cada cuponn e colocar nos mesmos seu endereço em lugar reservado para isso. Se quiser, poderá torná-los cheques nominais, escrevendo no seu verso o nome do fornecedor. Essa prática não é aconselhávcl quando não se tenha absoluta certeza de que o fornecedor esteja habituado a operarar com Bônusnus. - A Secretaria de Bônus dispõe de listas de fornecedores estrangeiros que participam do Programa. Isso não quer dizer que outros fornecedores não constante dessas listas não possam comerciar com esses Bônus. - O imponador deverá, ainda, guardar a fatura fornecida pela Secretária de Bônus, onde se cncontram os números de série e valores dos Bônus adquiridos, para prevenir contra possíveis extravios. É de bom aviso pedir aos forcedores que acusem o recebimento dus Bônus mesmo quando não for possível atender aos pedidos imediatamente.
Que materiais podem ser comprados com os Bônus da UNESCO e como usá-los?
MATERIAIS BIBLIOGRÁFICOS (importação livre) Livros, publicações e documentos Livros, periódicos, fotocópias, microfilmcs, obras de arte e suas reproduçõcs, diagramas, globos terrestres, mapas geográfiros,hidrográfios ou celestes, filmes fixos, partituras musicais, livros em braille para cegos, anuidades de sociedades científicas ou culturais (desde que visem à compra de publicações das referidas sociedades), plantas e desenhos arquitetõnicos, ou de caráter industrial ou técnico, pinturas e desenhos e suas reproduções, litografias, gravuras e estampas assinadas pelo artista; obras originais de escultura ou de arte estatuária, em relevo ou entalbe (que não sejam reproduzidas em série, ou obras artesanais de caráter comercial). Objetos de arte destinados a museus, galerias e outros estabelecimentos públicos. Direitos autorais (royalties ). MATERIAIS AUDIO-VISUAIS (Importação livre de acordo com o Convênio de Beirute, de 1948, assinado pelo Brasil em 1949 e promulgado pelo Decreto Legislativo nº 3 de 11/06/62 pelo de Número 51.658 de 14/01/63 (D.O. 17/01/63) e o de número 51.659 de 14/01/63 (D.O. 17/01/63) - Filmes, filmes fixos, microfilme e diapositivos de caráter educativo, científico ou cultural, e destinados, exclusivamente, ao uso de organizações, instituições e associações públicas ou privadas. - Registros sonoros, video-cassetes, discos de música erudita e popular, quando importados por instituições ou associações públicas ou privadas de caráter educativo, científico ou cultural, ou individualmente, por cegos empenhados em estudos particulares, ou matriculados em cursos de quaisquer níveis. - Fitas Magnéticas, cópias positivas, contratipos negativos originais, contratipos de filmes de caráter educativo, científico e cultural, películas virgens de 16 mm para cópias, filmes educativos, técnicos etc. MATERIAIS CIENTÍFICOS Nas importações dc materiais científicos, procede-se da mesma forma que para os materiais audio-visuais. Instrumentos e Aparelhos Científicos. -lnstrumentos ou aparelhos científicos destinados a estabelecimentos científicos ou de ensino, públicos ou privados. -Objetos especialmente concebidos para o desenvolvimento educativo, científico ou cultural dos cegos, importados por instituições de cegos, ou por cegos, individualmente, contanto que provem as suas atividades estudantís, científicas ou culturais. -Objetos especialmente concebidos para o desenvolvimento educativo de surdos e de crianças excepcionais, com deficiências físicas ou mentais. -Materiais tecnológicos, tais como: instrumentos de ótica, balanças e pesos, materiais de vidros, porcelanas e silicionizados para laboratórios, termômetros e aparelhos de medição de temperatura constante, pequenas ferramentas instrumentos de engenharia,instrumentos de meteorologia, produtos químicos puros, meios de cultura, emulsões fotográficas, instrumentos de geodésia,instrumentos topográficos, materiais de desenho, diapositivos, material de rádio, material eletrotécnico, material eletrônico, aparelhos de análise de controle, foles (de órgão), bombas a água, aparelhos de medição, aferidores, coleções de ferramentas, máquinas para o ensino técnico, lâminas, painéis etc...
Há restrições na venda de Bônus?
Sim. Noque se refere a pessoas físicas só servem para pagamento de livros, revistas, anuidades de sociedades técnico-científicas, educacionais, culturais e direitos autorais. Em se tratando, porém, de pesquisador autônomo, a Comissão exige, na importação de material científico ou tecnológico, que o mesmo apresente carta de recomendação de instituição científica especializada no campo de sua pesquisa. Quanto às instituições, podem comprar, além dos materiais acima referidos, equipamentos científicos, tecnológicos e audio-visuais. Em nenhum caso, porém, podem os Bônus ser utilizados para fins de especulação comercial.
Qual o prazo de validade dos Bônus?
Atualmente até 31/12/2004.
Como são adquiridos?
Os Bônus podem ser adquiridos mediante pagamento em Reais, à taxa mensal das Nações Unidas, na data da compra e mais 15% do valor da fatura, para manutenção do Programa no Brasil, Podem ser solicitados pessoalmente, por correspondência, ou mesmo por telefone.
Em que valores são os Bônus emitidos?
Os Bônus podem ser obtidos nos valores de US$1,OOO; US$100; US$30; US$10; US$3; US$1, bem como cupons em branco, para serem preenchidos com frações de dólar.